Enigmas Vazios.


Um poeta sem amor
É como uma ferida
Sem dor.
Final sem despedida.

Existe mas não vive.
com sentimentos alheios
Sobrevive.
Sempre, de enigmas cheio.

Um vazio impreenchível,
Disfarçado com um sorriso
De um vazio incrível.
Veste o inferno em paraíso.