O Demônio.


Sou a máscara que sorri friamente
Enquanto as lágrimas caem.
Sou o porteiro que pacientemente
Assiste teus demônios que saem.

Sou o grito que você reprime.
Sou o filme que te deprime.
A mesma regra que te oprime.
A preguiça quando quer que te ensine.

Sou o monstro que você nega.
Sou a vela que você apaga.
Sou o prazer ao qual se entrega.
O demônio que mata a fada.

Feche os olhos e sou eu que você verá.
Durma e sou eu que vou sonhar.
Corra e sou eu que vou gritar.
Tenha medo de não poder me matar.

Eu sou aquela lembrança que você quer esquecer.
Sou a dor que te faz sofrer.
Sou o momento em que queres morrer.
Mas no final, eu também sou você!