Presunção


Um dia a coroa sumiu.
Acusaram o pobre bufão.
Gatuno! Maldito ladino!
Desperado! Risonho ladrão!

Mataram então o coringa.
Seu grito ecoou no salão.
Atraiu o jovem príncipe,
Veio com seu novo brinquendo em mãos.

Era uma bela roda dourada.
A nova morada
Do seu leão
De madeira o qual ganhara uma vez como presente
 do bufão.