O Rei


  - Porquê tanto ódio? - Perguntou o menino. - O que esse pobre infeliz fez para merecer uma visão tão triste? 
Porque tirar de um homem seus amigos, aliados e a mulher amada? 
Quão cruel é destruir a alma de alguém sem nem ao menos saber o motivo? 
Quão estúpido é arrancar do coração pesaroso o amor por sua terra natal? 
Por qual motivo eu tenho que usurpar a fé, a segurança, a amizade e o amor desse moribundo?
Onde está a justiça num impasse tão injusto? 
Porque eu tenho que fazê-lo ver todos caírem por ele, um por um, apenas para proteger sua vida? 

- CALA A BOCA E JOGA LOGO! - Gritou o outro menino.

- Xeque-mate. - Sussurrou em lágrimas.